lgo hiléia alta [135]
Pesquisar
Close this search box.
Volta às aulas

Volta às aulas: como preparar o lanche escolar das crianças?

Dicas
30 de janeiro de 2024

O lanche escolar das crianças é só mais uma das preocupações relacionadas à volta às aulas. Contudo, essa é uma que pode ser facilmente resolvida.

Por isso, reunimos neste texto uma lista de dicas que vão contribuir para o preparo dos lanches para escola durante esse período de readaptação. Vamos lá?

Por que se planejar para a volta às aulas?

A volta às aulas costuma ser uma correria, né? Há aquela preocupação que envolve toda a preparação para este retorno. Ou seja, esse é o momento de conferir se ficou faltando algum material escolar ou se o uniforme está no tamanho adequado. 

Sem contar que, em alguns casos, há uma certa apreensão quanto à adaptação, (ou readaptação) dessa nova fase. Seja porque a criança está iniciando um período de mudança de ciclo educacional ou de escola, por exemplo. 

Além disso, a volta da rotina nem sempre é um processo fácil. A criançada pode demonstrar certa resistência por significar a despedida das férias e brincadeiras. O que, é claro, dificulta ainda mais esse processo.

De qualquer forma, esse momento gera inúmeras inquietações e inseguranças, tanto nas crianças quanto nos responsáveis. Por isso, o planejamento correto é essencial para garantir que esse momento seja o mais leve e calmo possível

E a alimentação tem um papel fundamental nesse objetivo! Isso porque a comida é capaz de estimular a sensação de felicidade, descontração e interação com os colegas. 

Ainda, certos alimentos colaboram com o desenvolvimento infantil e o conhecimento. Segundo um artigo sobre o assunto, “acredita-se na força da nutrição na produção da memória, equilíbrio de humor, concentração e consequente aprendizagem”.

Logo, é aconselhável que os estudantes consumam alimentos ricos em vitaminas e açúcares complexos (glicídios ou hidratos de carbono), como leguminosas, pão e arroz, por exemplo. 

Para acrescentar, a forma como se come pode ajudar na produção da inteligência e no sucesso das atividades mentais. Além de contribuir para o equilíbrio das emoções e do comportamento.

Portanto, entender como preparar o lanche para escola gera impactos importantes na educação e ameniza a correria do dia a dia. Afinal, com a retomada das aulas, essa refeição se torna uma das mais importantes. 

5 dicas de como preparar o lanche escolar das crianças!

Como preparar o lanche escolar

Como vimos acima, o lanche escolar é uma parte determinante para a tranquilidade da volta às aulas. Então, para ajudar nesse processo, separamos algumas dicas que contribuem para a preparação dele.

Veja a seguir a lista completa!

1. Foque nas frutas

As frutas são excelentes componentes para o lanche escolar das crianças na volta às escolas. Elas são fontes naturais de energia e, ainda, colaboram para a hidratação em dias mais quentes, como as primeiras semanas do retorno.

Além disso, elas contam com nutrientes essenciais para o desenvolvimento da criança. Sem contar que as mais cítricas são reconhecidas por serem fonte de vitamina C, contribuindo para o aprendizado e a memória.

No geral, a variedade de cor e sabor estimula a alimentação e a curiosidade. Vale destacar que as frutas também podem conter fibras, o que ajuda na digestão e saciedade. 

Ainda, podem aparecer em sucos ou vitaminas para facilitar o consumo e a variedade exigida na correria diária.

2. Lembre-se dos carboidratos 

Mas, no lanche de volta às aulas, não pode faltar carboidratos! Eles são essenciais para a energia e para o ânimo das crianças ao longo do dia na escola. E isso também ajuda na redução da resistência quanto ao retorno. 

Algumas das opções são:

  • Sanduíches;
  • Pão de queijo;
  • Pipoca;
  • Milho;
  • Cuscuz;
  • Panqueca;
  • Tapioca;
  • Bolos e outros.

Além delas, é possível citar o biscoito Cream Cracker da Hiléia! Essa é uma opção mais prática e conveniente para a agitação do volta às aulas. Wxiste uma variedade de sabores desse tipo de biscoito que pode agradar diferentes gostos.

Leia também: Biscoito cream cracker e água e sal: saiba qual é a diferença

3. Pense em acrescentar uma proteína 

As proteínas são essenciais para a formulação de formadores da função cerebral. Elas atuam nas conexões neurais para reforçar a construção de novas sinapses (aprendizagem).

Por isso, aposte em leites e derivados. Como, por exemplo, ovos, iogurte e queijos. Frango desfiado, atum e sardinha também são excelentes opções na construção de sanduíches. 

E se forem sobras do jantar da noite passada é ainda melhor. Assim, o seu filho irá comer de maneira saudável, a comida não irá estragar e não será necessário mais tempo para preparar outro alimento.

Leia também: Restrição alimentar: como lidar com a situação

4. Adicione um doce

Apesar de ser tido como um vilão, em muitos casos o doce é essencial para animar a criança na volta às aulas! É claro que tudo em excesso não faz bem. Mas não precisa ser radical eliminando essa opção, basta equilibrar

Até porque eles são excelentes fontes de energia!

Um bom exemplo são as Rosquinhas Kicks da Hiléia. Elas são disponibilizadas em 3 opções de sabores: chocolate, coco e leite. Essa rosquinha é uma excelente fonte de energia rápida por conter açúcar e carboidratos.

Também é uma opção versátil e fácil de ser adicionada à lancheira devido ao seu formato prático.

5. E claro, água!

Não pode faltar água na composição do lanche escolar de volta às aulas. O retorno acontece, geralmente, ainda no verão. Portanto, reforça a necessidade de hidratação nesse período para que a criança possa realizar as atividades do dia com mais tranquilidade.

Apesar de ser disponibilizada na escola, colocar a água na lancheira é uma ótima forma de encorajar o consumo dela, independentemente da estação. 

Dica extra: estimule a diversão

A volta às aulas precisa ser divertida e menos estressante! Por isso, pense em opções mais práticas e rápidas, para facilitar ainda mais o processo.

Logo, esse é o momento ideal para incentivar a criatividade, brincadeiras e até mesmo o gosto pela comida. Chame a criança para colocar a mão na massa e contribuir para a montagem do lanche escolar. Mostre as opções, os argumentos, e os benefícios de cada alimento. 

Além disso, é possível acrescentar guardanapos diferentes, apetrechos divertidos e coloridos, além de bilhetinhos que reforçam o seu carinho e apoio para a criança.

E agora?

Como vimos ao longo do texto, é possível garantir que a volta às aulas seja mais calma com a ajuda de um planejamento. Por isso, listamos dicas de como preparar o lanche escolar das crianças para incentivar o retorno e a aprendizagem.

E se você gostou desse conteúdo e deseja ter acesso a mais como este, recomendamos que acesse a Revista Hiléia. Essa página contém mais informações e dicas sobre alimentação.

Clique e acesse o catálogo da Hiléia!