lgo hiléia alta [135]
Pesquisar
Close this search box.
Lista de compras

Lista de compras: dicas para organizá-la melhor

Dicas
31 de outubro de 2023

A lista de compras é a melhor estratégia para não esquecer os itens importantes que precisam ser comprados no mercado. Além disso, ajuda a manter o foco na economia financeira: ao levar somente o necessário, as pessoas não gastam mais do que precisam.

Há quem prefira o tradicional bloco de notas de papel. Outros optam pelos lembretes disponíveis nos smartphones. A ferramenta escolhida não importa, o que importa mesmo é ter um checklist de compras para organizar a ida ao supermercado.

Por isso, descubra como fazer uma lista de compras eficiente para facilitar a compra, como evitar gastos excessivos e escolher os melhores produtos! 

Aprenda a organizar a lista de compras

Para quem não tem o hábito de usar uma lista de compras, aqui está uma ótima oportunidade para começar. Para quem já faz isso, esse texto também é interessante. 

Afinal, traz dicas para fazer a melhor organização dos produtos listados: alimentos, produtos de limpeza, entre outros.

1 – Descubra a periodicidade das suas compras

Periodicidade das compras

É muito provável que ninguém consiga descobrir a periodicidade exata para ir ao mercado. Em algumas situações, a despensa esvazia mais rapidamente do que se espera. Em outros momentos, é preciso comprar um único ingrediente para fazer aquele prato especial.

Mas, tem uma dica que funciona: faça testes para descobrir de quanto em quanto tempo você deve ir ao mercado. Não há certo ou errado: descubra a periodicidade que funciona para sua família. 

Por curiosidade, saiba que a maioria das pessoas realiza compras uma vez por semana ou uma vez ao mês. Mas, há um grupo menor que vai ao mercado até 10 vezes em um período de 30 dias. É o que diz uma pesquisa da Sax, empresa focada na experiência do cliente.

O estudo ainda traz outros dados relevantes. A maioria dos clientes (78%) opta por comprar em supermercados e mercados de bairro. 

E, também, a maioria (61%) diz que prefere fazer compras maiores para garantir a segurança da família ao longo dos dias.

A partir do momento que se tem uma ideia da periodicidade, fica mais fácil controlar o consumo em casa. Inclusive, considerando os produtos que ficam esquecidos no fundo do armário. Isso também ajuda a entender quais itens são os preferidos dos integrantes familiares.

2 – Comece a lista de compras agora mesmo

A segunda dica é começar uma lista agora mesmo. Determinados produtos são comprados todas às vezes que a pessoa vai ao mercado. 

No entanto, não possuem tanta urgência porque não são usados na cozinha todos os dias. Por exemplo, o creme de leite, o macarrão instantâneo e o milho de pipoca. 

Outros itens são essenciais na cozinha. Esses, sim, não podem esperar muito tempo porque são usados de forma mais constante nas receitas. Então, quando estiverem no fim, anote na lista de compras para não esquecer dele quando for ao mercado. 

Sabe por que criar uma lista aos poucos funciona? A ação de anotar tudo de uma só vez, traz o risco de esquecer algo. 

E lembre-se: essa é uma ideia para produtos essenciais para o dia a dia. Ou seja, aqueles que não podem faltar na sua rotina. Assim como aqueles que a família consome sempre.

3 – Confira a lista de compras antes de ir ao mercado

Confira a lista de compras

Essa é uma dica para o momento em que a pessoa está se preparando para ir às compras. Então, pegue a lista e verifique os itens. Algumas vezes, por distração, podem estar alocados produtos que não precisam ser comprados dessa vez.

Além disso, a análise também envolve observar os itens que precisam ser comprados e não foram anotados ainda. 

Então, olhe a despensa com calma, vá até os armários de produtos de limpeza, avalie o que tem na geladeira, no freezer e assim por diante.

Também fica a dica para observar o que tem nesses locais e se estão próximos da data de vencimento. Nessas situações, deixe-os separados para serem usados primeiro, evitando a perda. Mas, saiba que, infelizmente, pode ser que encontre produtos vencidos ou estragados.

Seguindo o estudo da Sax, 12% das pessoas garantem que diminuíram o volume de compras nos últimos meses. Um dos motivos é o uso da lista de compras. 

Tanto que 61% dos entrevistados dizem que sempre vão ao mercado com anotações, para não errar na compra.

4 – Planeje o cardápio da próxima semana ou mês

É claro que imprevistos vão acontecer e não será possível planejar 100% do seu cardápio — e tudo bem! Mas, ao ter uma ideia do que será consumido, você terá mais chances de fazer uma compra assertiva.

Exemplo: se você vai ao mercado toda semana, pense no que será feito nos almoços e jantares dos próximos 7 dias. 

A sua lista de compras deve ter proteínas, legumes, grãos e tudo mais o que a família gosta de consumir. E em quantidades suficientes para tais dias. O lanche das crianças também deve entrar nesse planejamento, hein!

E aqui há uma informação curiosa: os pais têm investido na educação financeira dos filhos. Assim, cada vez mais, optam por levá-los aos mercados. 

Porém, essa ação representa gasto maior nas compras. É o que dizem 88% dos entrevistados na pesquisa disponível no Meio & Mensagem.

Voltando a falar do planejamento dos cardápios e lanches, a conta é simples: se comprar muito a mais, o gasto será maior. Se comprar muito a menos, haverá falta.

Então, considere que errar vai ser normal, mas vale a pena evitar os exageros — tanto para mais quanto para menos.

5 – Faça a última revisão da sua lista de compras

Revisão da lista de compras

Com a lista ajustada, agora é a hora da revisão e organização. É impossível saber o preço de cada item antes de ir ao mercado. 

Porém, com o tempo, será possível perceber se a quantidade de produtos da sua lista de compras vai custar muito mais do que o seu orçamento permite.

Nessa hora, vem a revisão. Ou seja, destaque os itens essenciais para o cotidiano, como arroz, feijão, macarrão e outros. 

Mas não exclua os outros! Eles também devem ficar lista, porque serão adquiridos logo após os essenciais – conforme as finanças disponíveis para o mercado.

E nesse último passo vem outra dica. Ao fazer essa divisão de essenciais e não-essenciais, também categorize por setor. Por exemplo, biscoitos, limpeza e frios. Ao ir direto em um corredor, você segue uma ordem lógica de compra, sem tantas distrações.

Extra: Aprenda a avaliar o custo-benefício da compra

Custo-benefício da compra

Para terminar o conteúdo, uma dica extra. Ela não tem a ver, totalmente, com a lista de compras. Mas, a lista de compras vai ajudar nessa pesquisa.

Cada supermercado tem a sua forma de atrair clientes e organizar produtos. Para todos os casos, qual é a dica? Avaliar o custo-benefício.

Lotes

A primeira coisa é a de considerar a compra em lotes, isto é, maior quantidade. Se vai comprar 6 sabonetes, observe se não tem um pack com 6 unidades e compare os preços. 

Até mesmo porque hoje é comum que os mercados atuarem no formato de atacarejos (atacado e varejo).

Novas marcas

Considere a chance de testar novas marcas, porque você pode ter surpresas incrivelmente positivas.

Inclusive, a organização dos itens é muito interessante de ser avaliada pelo consumidor. Já parou para pensar que no mercado existe muito mais do que você está vendo? Esse foi um dos pontos discutidos no Congresso Internacional de Administração.

Um dos pesquisadores concluiu que “os produtos são organizados por setor e em cada gôndola ficam alinhados verticalmente conforme a marca do produto”. 

Ou seja, há destaque para as marcas famosas. Mas isso não significa que sejam as melhores para você. Testar novas marcas vale a pena.

Alimentos de valor agregado

A compra de alimentos “coringas” também é uma técnica que funciona muito bem. E quem cozinha sabe disso! 

Certos produtos podem originar pratos diferentes. É o caso da biscoito maisena, que pode virar doces, como a palha italiana e o pavê de abacaxi.

Tem uma receita que é sucesso: Torta salgada com Biscoito Cream Cracker!

Alimentos da família

Há ainda outra técnica: seja lógico e não abra mão do sabor de família. Por exemplo, para fazer um bolo, você tem a opção da mistura de bolo da Hiléia, com sabor irresistível. Além de ser muito mais fácil de fazer. Em poucos minutos, você tem um bolo quentinho e fofinho em casa.

Inclusive, está aí uma ótima forma de começar a testar marcas novas, viu. Então, da próxima vez que iniciar a sua lista de compras, lembre-se da Hiléia!

É uma fabricante de massas, mistura para bolos e biscoitos e outros produtos. É muito tradicional na lista de compras, conhecida pelo sabor familiar. Gostou dessas dicas? Para ler mais, acesse a Revista Hiléia

Clique e acesse a Revista Hiléia!